Atlético-MG oferece Cidade do Galo a clubes gaúchos, afetados por chuvas no RS

Atlético-MG voltou a se manifestar, na tarde desta terça-feira (7), a respeito do cenário causado pelas fortes chuvas, no Rio Grande do Sul. Em comunicado, o Alvinegro colocou a Cidade do Galo, centro de treinamento do clube, à disposição de Grêmio, Internacional e Juventude, para que as equipes possam manter a rotina de treinos.

Veja a nota oficial

Em solidariedade aos clubes gaúchos, pela tragédia que assola o Rio Grande do Sul e entristece todo o Brasil, o Galo oferece a estrutura do seu Centro de Treinamento, a Cidade do Galo, para que, caso queiram, Grêmio, Juventude ou Internacional realizem seus treinos durante esse período.

O Galo se solidariza ao povo gaúcho e entende a dificuldade de se falar sobre futebol nesse momento, até mesmo pelo aspecto psicológico dos atletas e demais envolvidos, mas se vê na obrigação de abrir as portas de seu CT para os clubes do RS, caso eles entendam que devam retomar suas atividades.

Em solidariedade aos clubes gaúchos, pela tragédia que assola o Rio Grande do Sul e entristece todo o Brasil, o Galo oferece a estrutura do seu Centro de Treinamento, a Cidade do Galo, para que, caso queiram, Grêmio, Juventude ou Internacional realizem seus treinos durante esse…

— Atlético (@Atletico) May 7, 2024

Estádios alagados

Além da impossibilidade de trabalhar nos centros de treinamento, os estádios também sofreram com o forte volume das chuvas. Tanto o Beira-Rio, casa do Colorado, quanto a Arena do Grêmio, estádio do Tricolor, estão inundados.

  • 1 de 5

    Arredores da Arena do Grêmio ficaram alagados e água chegou à parte interna do estádio tricolor

    Crédito: Reprodução/Redes sociais

  • 2 de 5

    Gramado da arena ficou completamente alagado com as chuvas do último fim de semana em Porto Alegre

    Crédito: Ramiro Sanchez/Getty Images

  • 3 de 5

    Clube teve a loja que fica na arena saqueada em meio aos alagamentos na região

    Crédito: Ramiro Sanchez/Getty Images

  • 4 de 5

    Ao lado do Internacional, Grêmio pressiona a CBF para que a rodada do Brasileirão seja adiada

    Crédito: Ramiro Sanchez/Getty Images

  • 5 de 5

    Tricolor já não disputou a última rodada do Brasileirão em razão das chuvas e também teve partida adiada pela Conmebol

    Crédito: Ramiro Sanchez/Getty Images

Entenda a situação

Diversos municípios do Rio Grande do Sul vêm enfrentando as consequências de chuvas intensas que causaram inundações em vários locais. Porto Alegre e Canoas, a capital e a maior cidade satélite da área metropolitana, possuem bairros completamente submersos.

Até o momento, mais de 1,4 milhão de pessoas foram afetadas e 90 morreram. Enquanto as chuvas não cessam, muitos moradores das áreas afetadas ainda estão em contato com água da inundação enquanto não recebem resgate, o que pode gerar surto de doenças relacionadas ao contato com água contaminada.

Sérgio Coelho defendeu paralisação do Brasileirão

Presidente do Atlético-MG, Sérgio Coelho defendeu, nesta segunda-feira (6), a paralisação do Campeonato Brasileiro diante das tempestades que atingiram diversos pontos do Rio Grande do Sul. Nesse domingo (5), por exemplo, o Governo Federal reconheceu calamidade pública em 336 municípios gaúchos.

Na chegada da delegação do Atlético a Rosário, na Argentina, Sérgio Coelho disse que esta seria uma melhor decisão da organização da Série A.

“Eu acredito que a CBF vai tomar uma medida que vai ser a melhor, que deve ser parar mesmo o campeonato por um tempo. Porque não tem como a gente dar continuidade sendo que três clubes de lá não vão poder jogar as próximas rodadas, aí não adianta os outros jogarem. Porque lá na frente vai ter que arrumar solução para os três, então vai ter que arrumar para todos”, disse o presidente.

Campanha beneficente

O Atlético-MG também anunciou a criação da campanha beneficente #FutebolPeloSul, visando ajudar os atingidos pelas fortes chuvas no Rio Grande do Sul. O clube criou uma conta específica para doações em dinheiro, e todo valor arrecadado será destinado ao SOS Rio Grande do Sul, do governo estadual.

O clube também informou que irá doar R$ 100 mil por meio do Instituto Galo, braço social do Atlético. “A conta do Instituto Galo já terá R$ 100 mil depositados através de recursos próprios do IG, e contará com a força da Massa e de toda a comunidade do futebol brasileiro para engrossar ainda mais a ajuda. Nas redes sociais, os nossos jogadores também fazem coro em prol da solidariedade aos gaúchos”, escreveu o clube.

Os dados para as doações

  • Banco Inter – 077
  • Ag: 0001
  • C/C: 31834485-8
  • Instituto Galo
  • CNPJ: 35.777.212/0001-64
  • Pix: dc2148f8-62ad-4bd6-9ff6-49b56e821f29

O zagueiro Bruno Fuchs tem um recado para todas as torcidas: vamos ajudar o Rio Grande do Sul!

Participe da campanha #FutebolPeloSul! Faça uma contribuição em qualquer valor para o pix dc2148f8-62ad-4bd6-9ff6-49b56e821f29 do @InstitutoGalo e vamos unir forças em prol dos nossos… pic.twitter.com/3lpXsiaHQd

— Atlético (@Atletico) May 7, 2024

Jogos do Campeonato Brasileiro são adiados

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) oficializou, na tarde desta terça-feira (7), que todos os jogos dos clubes gaúchos serão adiados. A decisão, que influencia nos calendários das Séries A, C e D do Campeonato Brasileiro, além de partidas do Brasileirão Feminino, está prevista até o dia 27 de maio.

“Diante do atual cenário, tendo recebido na noite de 06 de maio de 2024 o ofício no. 57/2024, oriundo da Federação Gaúcha de Futebol (FGF), que encaminhou e endossou o pleito dos seus clubes filiados, a CBF informa que ficam adiadas todas as partidas envolvendo equipes do Rio Grande de Sul nas competições nacionais, como mandante ou visitante, previstas até o dia 27 de maio de 2024”, informou a CBF.

Foram adiados, pela Série A, os jogos Atlético-MG x Grêmio, marcado para sábado (11), na Arena MRV, em Belo Horizonte, e Internacional x Juventude, no Beira-Rio, na segunda-feira (14), às 21h (de Brasília).

O confronto pela Copa do Brasil entre Inter e Juventude, pela ida da terceira fase, adiado de 1º para 10 de maio, na próxima sexta, também não ocorrerá.

Como a Itatiaia revelou, as diretorias de Internacional e Grêmio pediram ajuda a outros clubes para pressionar a CBF pelo adiamento total da competição. Não há, entretanto, unanimidade entre os dirigentes sobre o assunto. O único a se pronunciar publicamente favorável a isso foi o presidente do Atlético-MG, Sérgio Coelho. Ao todo, serão afetadas três rodadas da Série A do Campeonato Brasileiro.

A CBF também adiou partidas de Ypiranga, São José e Caxias, pela Série C, e de Novo Hamburgo, Avenida e Brasil de Pelotas pela Série D. Isso já ocorreu no último final de semana.


Acompanhe a CNN Esportes em todas as plataformas

Este conteúdo foi criado originalmente em Itatiaia.

versão original

Veja Também.

Rolar para cima