fa-do-naruto-e-preso-apos-cometer-multiplos-furtos

Fã do Naruto é preso após cometer múltiplos furtos

A Polícia Civil de Sengés, com apoio da Polícia Militar (PM), prendeu um homem de 27 anos acusado de cometer “múltiplos furtos” recentes no município, dentro os quais foram vítimas igrejas, pontos comerciais e instalações da Prefeitura. A prisão aconteceu nesta sexta-feira (26).

A investigação da polícia iniciou há aproximadamente duas semanas, logo após registros de ocorrências das vítimas, sendo imediatamente efetuadas diligências por parte dos agentes no intuito de identificar o responsável pela onda de crimes.

Inicialmente, foi constatado pelos servidores da delegacia que o possível suspeito se utilizava sempre do mesmo modo de agir: nas madrugadas, utilizando um pé de cabra e um alicate especifico para violação de cadeados, com os quais arrombava portas e janelas. Diante deste cenário, foram extraídas imagens de videomonitoramento dos locais furtados e de câmeras mantidas pelo município.

Após análise do material, o ‘Setor de Investigação’ conseguiu identificar o suspeito, que sempre agia encapuzado, e cuja ficha criminal já conta com indicativos semelhantes em outras comarcas. Ainda, com base em todas as informações angariadas, a autoridade policial representou ao Poder Judiciário pela prisão preventiva, que foi devidamente expedida.

PRISÃO – Na tarde desta sexta-feira (26), após levantamentos preliminares, a equipe da Polícia Civil, juntamente com a Polícia Militar local, logrou exito na prisão do acusado, que estava escondido no bairro Ouro Verde. As investigações prosseguem para localizar os bens, ainda em trâmite pelo setor de Investigação da Delegacia de Sengés, já que a onda de crime praticada pelo acusado gerou prejuízos financeiros, religiosos e afetivos nas vítimas.

Por fim, “reiteramos que tais crimes geraram enorme comoção popular, inclusive inúmeras negativas aos órgãos de Segurança Pública do Município, postagens em redes sociais, entretanto reafirmamos sobre a enorme importância dos registros de ocorrências na Delegacia, pois somente com documentos formais é possível tomar as providências cabíveis”, diz a polícia.

Fonte: Portal A Rede com informações da Polícia Civil.

Veja Também.

Rolar para cima