Fora de casa, Red Bull Bragantino perde para o Racing pela Copa Sul-Americana

Na noite desta quarta-feira (10), o Red Bull Bragantino foi derrotado pelo Racing-ARG, por 3 a 0, no Estádio Presidente Perón, em Avellaneda, Argentina, pela segunda rodada da chave H da Copa Sul-Americana. Os gols do triunfo da equipe argentina foram marcados por Salas e Adrián Martínez.

Foi a primeira derrota dos comandados do técnico Pedro Caixinha nesta edição da competição. O Bragantino mantém os três pontos e fica na segunda colocação do grupo. O Racing vai aos seis pontos e aparece no topo da chave.

Os dois times agora viram a chave e passam a focar em seus respectivos torneios nacionais. O Red Bull Bragantino fará sua estreia no Brasileirão contra o Fluminense. A bola rola neste sábado (13), às 21h (de Brasília), no Maracanã.

Por sua vez, o Racing retorna aos gramados apenas na próxima terça-feira (16). Pela 14ª rodada do Campeonato Argentino, o clube enfrenta o Belgrano, a partir das 19h30, no Estádio Julio César Villagra.

Vote na enquete A Maior Torcida do Brasil

O jogo

O começo de jogo do Bragantino foi desastroso. Após bate e rebate no meio-campo, Adrián Martínez fez lançamento para Salas. A linha de defesa do time brasileiro estava muito alta e o camisa 7 disparou em velocidade. O atacante da equipe argentina invadiu a grande área e finalizou para abrir o marcador: 1 a 0.

Com 15 minutos, o Racing chegou novamente e ficou próximo de ampliar a vantagem no marcador. Salas recebeu dentro da grande área e conseguiu tocar para Adrián Martínez. O camisa 9 se livrou da marcação, mas mandou por cima do gol.

Mas se aos 15 minutos o time argentino desperdiçou chance, aos 20 conseguiu converter. Após grande enfiada de bola, Salas recebeu pelo lado esquerdo da grande área e cruzou rasteiro para Adrián Martínez, que só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes: 2 a 0.

Com a rápida vantagem construída no placar, o Racing passou a controlar o jogo e o Red Bull Bragantino não conseguiu se encontrar em campo. Assim, o duelo foi para o intervalo com 2 a 0 para o clube da Argentina.

Por volta dos 20 minutos da segunda etapa, o Red Bull Bragantino melhorou de desempenho, mas ainda assim não conseguia criar boas oportunidades de gol para diminuir a vantagem do Racing. Com isso, acabou cedendo contra-ataques perigosos para os donos da casa e quase levou o terceiro.

Aos 25 minutos, Salas novamente apareceu nas costas da defesa após receber lançamento. O atacante adentrou a grande área pelo lado esquerdo e, em vez de cruzar para Martínez, chutou direto no gol. Cleiton, ligado no jogo, fez a defesa e mandou para escanteio.

Foi aos 30 minutos que o Bragantino teve sua primeira grande chance na partida. Thiago Borbas ganhou na corrida da zaga argentina, invadiu a grande área e bateu cruzado, mas a bola foi pela linha de fundo.

Já perto do fim do jogo, Cleiton salvou o Massa Bruta de levar o terceiro gol. Salas recebeu linda enfiada e tocou para Solari. Sozinho, o jogador finalizou no gol, mas o goleiro brasileiro saiu vitorioso no um contra um. No entanto, depois do lance, foi marcado o impedimento.

Mas já nos acréscimos, não houve Cleiton que pudesse evitar o terceiro gol. Roger Martínez ganhou no corpo da zaga do Bragantino e invadiu a grande área. Os defensores do Massa Bruta não conseguiram tirar e, no bate e rebate, o camisa 10 mandou para o fundo das redes para fechar o placar em 3 a 0. No fim, Juninho Capixaba ainda foi expulso.

Acompanhe CNN Esportes em todas as plataformas

Este conteúdo foi criado originalmente em Itatiaia.

versão original

Veja Também.

Rolar para cima