Fortaleza atropela Boca Juniors em noite histórica na Arena Castelão

Em um jogo que entra para a história do clube, o Fortaleza bateu o Boca Juniors por 4 a 2, na noite desta quinta-feira (25), na Arena Castelão, na capital cearense. O jogo foi válido pela terceira rodada do Grupo D da Copa Sul-Americana.

A vitória incontestável sobre o tradicional clube argentino, seis vezes campeão da Libertadores, colocou o Leão em situação privilegiada na chave, com nove pontos, cinco a mais do que os argentinos, que estão com quatro.

Completam a classificação o Sportivo Trinidense-PAR, com três pontos, e o Nacional Potosí-BOL, com um.

Festa no Castelão

Mais de 55 mil pessoas lotaram o Castelão, em uma noite quente, comum na capital do Ceará, mas que marcou o quinto confronto oficial do clube contra um tradicional time argentino.

Depois de enfrentar River Plate, Estudiantes, Independiente e San Lorenzo, foi a vez de encarar, e golear, o Boca.

Os times já haviam se enfrentado em 2010, no Castelão, em amistoso. O Leão venceu na ocasião um time de reservas misturado de garotos do Boca por 3 a 1, para 7 mil pessoas. Contexto bem diferentes desta quinta-feira.

Os gols do Fortaleza foram marcados por Lucero, duas vezes, e Pikachu, também em dobro. Merentiel, ex-Palmeiras, e Zenón fizeram os do Boca.

Segundo tempo arrasador

O técnico Juan Pablo Vojvoda, do Fortaleza, apostou no seu esquadrão argentino para enfrentar um dos grandes clubes argentinos: cinco jogadores nascidos no país vizinho começaram jogando: a dupla de zaga Brítez e Cardona, o meia Pochettino e os atacantes Machuca e Lucero.

E foi Lucero que abriu o placar, com passe de Pochettino após bobeada na saída de bola do Boca. 1 a 0 logo com três minutos, que explodiu um Castelão que já estava efervescente.

Aos poucos, porém, o Boca foi ganhando terreno. Mesmo com um time misto, sem sua estrela, Cavani, que poupado nem viajou ao Brasil, e com Rojo e Advíncula no banco, a equipe argentina foi criando chances até empate.

O ex-palmeirense Merentiel aproveitou desatenção da zaga brasileiro, e estava bem posicionado na pequena área para completar cruzamento de Saralegui.

A partir daí o Boca fez aqui no qual é expert: cozinhou o jogo, sempre levando perigo em contra-ataques a um Fortaleza sem poder ofensivo.

O segundo tempo começou como o primeiro: gol de Lucero após cruzamento de Pochettino. Se na parte final do primeiro tempo o futebol do Fortaleza sumiu, no segundo o time voltou forte.

Próximos jogos

O Fortaleza volta a campo no próximo domingo (28), pela quarta rodada da Série A do Brasileiro, contra o Red Bull Bragantino, na Arena Castelão. O jogo será às 18h30 (de Brasília).

Pela Sul-Americana, o Leão vai enfrentar em 8 de maio o Nacional Potosí, na Bolívia, pela quarta rodada do Grupo D. O jogo será às 21h (de Brasília).

Fortaleza: João Ricardo; Yago Pikachu, Brítez, Tomás Cardona (Titi) e Bruno Pacheco; Zé Welison (Lucas Sasha), Pedro Augusto, Hércules (Martinez) e Pochettino; Lucero (Renato Kayzer) e Machuca (Moisés). Técnico: Juan Pablo Vojvoda.

Boca Juniors: Romero; Di Lollo (Advíncula), Lema, Figal e Saracchi; Saralegui, Medina, Equi Fernández e Fabra (Zenón); Langoni (Briasco) e Merentiel. Técnico: Diego Martínez.

Gols: Lucero (3min1ºT), (5min2ºT), Yago Pikachu (9min2ºT), (17min2ºT) para o Fortaleza; Merentiel (20min1ºT), Zenón (39min2°T) para o Boca.

Cartões Amarelos: Pedro Augusto, Lucas Sasha, Renato Kaizer (Fortaleza); Merentiel, Saracchi, Fernández (Boca).

Motivo: 3ª rodada da fase de grupos da Copa Sul-Americana.

Data e horário: 25 de abril de 2024, às 21h (de Brasília).

Local: Arena Castelão, em Fortaleza.

Árbitro: Wilmar Roldán (Colômbia).

Auxiliares: Alexander Guzmán e John Gallego (ambos da Colômbia).

VAR: Carlos Orbe (Equador).

Acompanhe CNN Esportes em todas as plataformas

Este conteúdo foi criado originalmente em Itatiaia.

versão original

Veja Também.

Rolar para cima