homem-que-matou-mineira-apos-mordida-em-relacao-sexual-nao-demonstrou-arrependimento

Homem que matou mineira após mordida em relação sexual não demonstrou arrependimento

O trabalhador rural de 27 anos, não demonstrou arrependimento por matar a esposa dele, a mineira Tatiéle de Cássia dos Reis Gonçalves, de 37 anos. O crime ocorreu, segundo o autor, após a mulher tê-lo mordido durante uma relação sexual.

O homem foi preso nessa segunda-feira (15) em Caconde, no interior de São Paulo. O delegado que investiga o caso, João Delfino de Souza, conta que o autor confessou ter esperado a esposa dormir para cometer o crime.

“Não demonstrava arrependimento, não estava muito normal a conduta dele”, disse o investigador. O suspeito relatou que estava tendo relações sexuais com a mulher na noite de domingo (14), quando ela mordeu o dedo dele.

O homem se irritou e esperou a esposa dormir para atacá-la com uma faca. Após o crime, ele fugiu, mas acabou se entregando para à polícia na manhã de segunda-feira.

Quando chegaram ao local, encontraram o corpo da vítima com perfurações no peito e no pescoço, provocadas pela faca. O suspeito foi preso em flagrante e o caso registrado como feminicídio.

O velório e o sepultamento da mulher será nesta terça-feira (16) em Botelho, cidade em Minas Gerais onde vive a família da vítima.

Fonte: Bhaz

Veja Também.

Rolar para cima