Rafael Cabral fala pela primeira vez sobre proposta para deixar o Cruzeiro

O goleiro Rafael Cabral se manifestou pela primeira vez sobre a possiblidade de deixar o Cruzeiro. Em sua conta no Instagram, o camisa 1 deixou uma mensagem sobre o que tem sido dito em relação ao seu nome.

“A quantidade de matérias mentirosas que li ao meu respeito nesta semana, precisaria de um longo podcast para desmentir, uma a uma. Está muito fácil dar notícia, depois desmentir, depois dar outra. Poderiam pelo menos respeitar os torcedores e informá-los com a verdade”, disparou o goleiro.

Segundo apuração da Itatiaia, o clima pela permanência de Rafael Cabral não é favorável. O jogador entende que o momento não é bom e se preocupa com os ânimos acirrados e a segurança da própria família.

A ideia de deixar o Cruzeiro partiu do próprio goleiro, tanto que o pedido pegou o elenco de surpresa.

Fora da estreia do Brasileirão

Na noite do último sábado (13), Rafael Cabral virou notícia por deixar a concentração do Cruzeiro na véspera da estreia no Campeonato Brasileiro. A justificativa naquele momento era a de que o jogador tinha uma negociação em andamento. Por isso, acabou sendo retirado da lista de relacionados para a partida contra o Botafogo, no domingo (14), no Mineirão.

A saída de Rafael Cabral da Toca da Raposa um dia antes do confronto com a equipe carioca pegou os jogadores do Cruzeiro de surpresa.

“Foi literalmente do nada. A gente não esperava isso. Rafael é um dos líderes do nosso grupo. A gente treinou pela manhã juntos (no sábado, véspera do jogo]. À noite, ele não estava mais com a gente. Todo mundo perguntou, e veio a notícia de que ele não ficaria concentrado”, revelou Anderson, goleiro titular no confronto com o Botafogo.

O experiente volante Ramiro citou que Rafael Cabral estaria “pagando o pato” pelo momento ruim do Cruzeiro. Antes da partida contra o Botafogo, o time celeste acumulava dois reveses importantes: a perda do Campeonato Mineiro para o Atlético-MG e o empate amargo com o Alianza-COL.

“Entendemos. Infelizmente, o futebol no Brasil é dessa forma. Quando as coisas não estão boas, alguém tem que pagar o pato. Infelizmente, foi o Rafa. Torço para que ele seja feliz. Essa foi a mensagem que eu passei para ele”, concluiu.

Lucas Silva, uma das lideranças do elenco cruzeirense, também mostrou surpresa com a ausência de Rafael Cabral durante a concentração para o jogo.

“Estávamos fechados com ele por tudo que ele estava passando. Rafael é um cara que gostamos e iríamos apoiá-lo ao máximo. Não sei o que vai acontecer com ele, se vai sair ou permanecer”, disse.

“Ele fez questão de nos mandar uma mensagem de apoio antes da partida, para dizer que estava torcendo por uma vitória”, completou o volante.

O que disse Fernando Seabra sobre o futuro de Cabral

Depois da vitória sobre o Botafogo, por 3 a 2, pela estreia no Campeonato Brasileiro, o técnico Fernando Seabra disse que Rafael Cabral recebeu uma proposta no sábado e estava avaliando que decisão tomar. Por isso, ele optou por deixar o titular fora da partida e escalou Anderson, o reserva imediato.

“É questão da diretoria, é uma negociação que está em curso e a diretoria vai trabalhar com Rafael da melhor forma possível nesse sentido. Como é algo que influencia a tomada de decisão do jogador e a vida profissional dele, a gente precisa, nesse momento, como treinador, dar o espaço, respeitar e deixar a diretoria interagir com o jogador e escolher o melhor caminho”, disse Seabra.

O comandante ainda explicou que tudo ocorreu muito rápido no sábado, a ponto de Cabral ter treinado pela manhã.

“Eu soube durante a tarde (de sábado, dia 13). Ele treinou de manhã, e durante a tarde eu soube que surgiu uma proposta. Diante disso, o jogador está elaborando, está pensando, ele está refletindo. É melhor que ele não venha pro jogo porque para o jogo o jogador precisa estar com a cabeça 100% no jogo. Então, ele está interagindo com a direção e vamos esperar”, acrescentou.

O treinador fez questão de elogiar a qualidade de Rafael Cabral como goleiro. Mas, diante da indecisão, precisou agir rápido e dar moral a Anderson para assumir o gol do Cruzeiro nessa estreia do Campeonato Brasileiro.

“O Rafael Cabral é excelente jogador, pessoa de caráter, trabalha muito e tem todo respeito por ele e torce para que o melhor caminho para ele aconteça. Dei toda confiança ao Anderson porque a gente acompanha o trabalho dele e sabe da qualidade profissional dele no dia a dia e sabe que ele tinha condição de encarar o desafio. Na verdade, isso é o que surgiu e eu, na minha posição, tenho que ir para a soluções. Eu não posso ficar parado pensando nisso”, completou.

Lucas Romero explicou situação do goleiro

O volante Lucas Romero, um dos jogadores mais importantes do atual elenco do Cruzeiro, não se esquivou de falar sobre a polêmica envolvendo o goleiro Rafael Cabral.

Romero analisou a situação envolvendo o camisa 1 e o futuro do quase ex-companheiros de clube, que negocia com outra equipe.

“Isso é o futebol. Tem hora que chega uma proposta melhor para nós, temos que analisar, falar com a família. Para nós foi um golpe duro, porque o Rafael (Cabral) é um jogador importante para nós, uma liderança do nosso elenco”, comentou o meio-campista.

Segundo apuração da Itatiaia, Rafael Cabral, por vontade própria, pediu para deixar a concentração e avisou aos dirigentes do clube sobre o interesse em deixar o clube.

“Desejamos o melhor para ele (Rafael Cabral). Acho que não tem nada fechado, mas é um jogador muito importante. No futebol isso faz parte, hoje joga no Cruzeiro, amanhã chega uma proposta melhor para ele e para a família. Ele aproveita a oportunidade e pode sair”, disse.

Vaias motivaram saída?

Um dos líderes do elenco, Rafael Cabral foi um dos principais alvos dos torcedores do Cruzeiro. O goleiro foi vaiado e xingado por parte da torcida nos últimos compromissos, contra o Atlético-MG (final do Campeonato Mineiro), e contra o Alianza-COL (na Copa Sul-Americana).

Para Romero, as críticas e vaias não seriam motivo para a saída do goleiro.

“Não (vaias seriam motivo para ele deixar o clube), aqui todo mundo é profissional, jogador de futebol. Um jogador experiente como o Rafael e muitos como estão aqui também, sabem lidar com isso, com a pressão da torcida. Muitas das vezes injustas, porque trabalhamos muito, nos esforçamos muito para dar o melhor em campo. A gente lida com isso durante todos os dias, estamos acostumados”, opinou.

Torcedor na bronca com Rafael Cabral

A cobrança do torcedor em relação ao goleiro aconteceu após a perda do título mineiro para o Atlético-MG. E ficou acentuada com a falha cometida por Cabral no empate em 3 a 3 com o Alianza-COL, na segunda rodada do Grupo B, na Copa Sul-Americana.

Rafael Cabral admitiu que errou no gol de Batalla para os colombianos, o que deixou o marcador em 3 a 2, naquela ocasião, no Mineirão.

“Acho que, desde quando cheguei, vivi momentos de críticas e momentos de elogios. E nunca me apeguei a isso. Quando me ovacionaram, eu era o mesmo… Quando me criticam, me vaiam, eu sou o mesmo. O que eu não quero é prejudicar a equipe. Se a minha presença prejudicar a equipe, eu vou ser o primeiro a pedir para sair”, respondeu Rafael Cabral.

Acompanhe CNN Esportes em todas as plataformas

Este conteúdo foi criado originalmente em Itatiaia.

versão original

Veja Também.

Rolar para cima