Suspeito de sequestrar, torturar e executar PM a tiros é morto em confronto no Paraná

https://sulnewsnoticias.com.br/wp-content/uploads/2024/04/1712077443402pg.jpg
Um dos suspeitos de envolvimento na execução do soldado da Polícia Militar (PM) Gabriel Thomaz Feuerstein Fadel, de 26 anos, foi morto em uma troca de tiros com agentes da corporação nesta terça-feira (2).

Segundo a polícia, o confronto armado entre agentes da Rone (Rondas Ostensivas de Natureza Especial) e o suspeito aconteceu em uma região conhecida como “Formigueiro”, que fica situada em uma área rural de Araucária, na região metropolitana de Curitiba.

“A operação visava capturar indivíduos suspeitos de envolvimento no homicídio do Sd. Fadel”, informou a Polícia Militar. Durante a operação, os policiais teriam descoberto que um dos envolvidos na morte do soldado estava no local.

Após não obedecer a ordem de rendição, o suspeito teria atirado contra os policiais. “Ele não respeitou e efetuou disparos contra as equipes, sendo necessário revidar a injusta agressão”, acrescentou a PM.

Uma ambulância foi acionada para socorrer o homem, mas ele morreu no local, disseram os policiais.

A Rone informou ter identificado mais quatro suspeitos de envolvimento na morte de Gabriel Thomaz. Além de um homem que já foi detido pela polícia, o irmão do jovem morto em confronto em Araucária também foi preso durante a operação de hoje.

A MORTE DO PM

O soldado Gabriel Thomaz Feuerstein Fadel foi sequestrado, torturado e morto a tiros no último domingo (31). O soldado havia desaparecido dois dias antes, no dia 29.

Era por volta das 17h de domingo quando a PM foi comunicada sobre uma ocorrência envolvendo disparos de arma de fogo em Campo Magro, também na região metropolitana de Curitiba. No local, os policiais teriam encontrado um carro com marcas de sangue e o corpo de Gabriel no porta-malas.

“A vítima foi encontrada dentro do porta-malas do veículo, que documentalmente estava em nome de familiares. Muitos estojos no local e manchas de sangue por várias áreas, o que indica que houve bastante movimentação, mas isso vai ser apurado com calma”, disse o delegado responsável pelo caso, Ivan da Silva.

O soldado Gabriel Thomaz Feuerstein Fadel foi sequestrado, torturado e morto a tiros no último domingo (31). O soldado havia desaparecido dois dias antes, no dia 29.

Era por volta das 17h de domingo quando a PM foi comunicada sobre uma ocorrência envolvendo disparos de arma de fogo em Campo Magro, também na região metropolitana de Curitiba. No local, os policiais teriam encontrado um carro com marcas de sangue e o corpo de Gabriel no porta-malas.

“A vítima foi encontrada dentro do porta-malas do veículo, que documentalmente estava em nome de familiares. Muitos estojos no local e manchas de sangue por várias áreas, o que indica que houve bastante movimentação, mas isso vai ser apurado com calma”, disse o delegado responsável pelo caso, Ivan da Silva.

 

 

Portal Nova Santa Rosa

Veja Também.

Rolar para cima